Eva Camarasa, voluntária de Mou Fitxa, visita-nos

No início de junho, Montblanc convidou Eva Camarasa a visitar a Fundação. Durante a visita, contou-nos várias histórias que se passaram durante este último ano a fazer voluntariado no Consórcio Sociosanitário de Igualada, na Residência Pare Vilaseca.

Um voluntariado que é coordenado por Alma Ros-Zanet com muito êxito: em menos de um ano conseguiram ser cerca de 15 voluntárias adultas que, frequentemente, se fazem acompanhar pelas suas filhas.

Aproveitando a sua visita, a Fundação decidiu fazer-lhe uma entrevista, para que explicasse aos doadores e seguidores da Fundação o que é ser voluntário e o que se sente.

Eva comentou que se sentia muito feliz pela experiência de fazer companhia a idosos todas as semanas. Na verdade, descreve a situação como algo mágico que a preenche bastante. Explica-nos que ser voluntário não requer muito tempo. A única coisa que se tem de fazer é querer: ter vontade para o ser e organizares-te.

Desde o início, Eva dizia-nos, sem qualquer dúvida, que “eles dão-te muito mais do que o que tu lhes dás”. O que muitos avós procuram é ter alguém a seu lado com quem falar. Só com isto, têm um sorriso inimaginável. Comenta também que, com o voluntariado, aprendeu bastante e que, graças à Fundação, as voluntárias de Mou Fitxa recebem uma formação que torna a sua tarefa mais eficaz, adquirindo uma grande compreensão da natureza e necessidades humanas neste período da sua vida.

Para Eva, supõe-se toda uma experiência manifestada na alegria e energia positiva e que não hesita em transmitir com naturalidade à sua família. Foi assim que a sua filha, juntamente com algumas colegas de turma, começou, nas tardes de sexta-feira, a dedicar um tempo aos avós da Residência Pare Vilaseca.

Se quer saber mais sobre a experiência de Eva, veja o seguinte vídeo: